sábado, 13 de novembro de 2010

Victor Lustig, o vigarista que vendeu a Torre Eiffel





Em 1925, o vigarista austro-húngaro Victor Lustig, que se era apelidado de "o Conde", conseguiu dar um vendendo a Torre Eiffel pra um ingênuo sucateiro.

A idéia de Lustig veio quando a prefeitura da capital Francesa estava passando por muitas dificuldades financeiras, que impediam inclusive de reparar a oxidação da estrutura da Torre. Lustig então se hospedou em uma suíte de um hotel em Paris chamado Hotel de Crillon, em frente à Praça de la Concorde, com uma estupenda vista pra Torre Eiffel o que seria ótimo pra enganar sua futura vítima.





Atravez de um falsificador ele conseguiu várias folhas em branco, envelopes e selos com o carimbo da prefeitura e convocou por escrito os cinco mais importantes comerciantes de sucata do país, pra propor à eles um grande negócio que exigia o máximo de discrição.



Os 5 interessados foram ao encontro, e Lustig, em meio a canapés e taças de champanhe, lhes revelou que havia sido designado pelas autoridades municipais para vender a Torre Eiffel à quem oferecesse a melhor proposta.
Enquanto explicava as dificuldades financeiras que obrigavam a prefeitura a se desfazer do monumento.
1 dia depois recebeu 5 envelopes fechados com as propostas de compra.
Mas já estava com tudo em mente... só se interessou por aquele que achava que cairia mais facilmente em sua armadilha.

Lustig ainda ressaltou ao sucateiro que o dinheiro a ser recebido deveria ser vivo pra ir direto para os cofres da prefeitura de Paris.No mesmo dia o vigarista recebeu uma mala de dinheiro passou a falsa documentação ao sucateiro, pagou a conta no hotel e fugiu, desapareceu.

2 comentários:

petrucian disse...

olá, adorei seu blogger piranhazinha (ken é do mal num tem problemas com palavrões num é). me diz uma coisa, com o acesso que vc tem da pra ganhar um dinheiro bom kom as propagandas do google? vou por no meu então...
nihilb.blogspot.com
um abraço

Anônimo disse...

MASSA!!!

Seguidores